Crer nos deuses certos ou agir corretamente?: Um dilema na Ásatrú

Por Sonne Heljarskinn

Tentarei, por vários motivos ser breve neste texto. Por isso alguns pontos serão aprofundados apenas futuramente.

Esse texto será apenas um amontoado rápido de questionamentos. Espero que sirva para causar reflexão tanto em pagãos recentes, ou mesmo naqueles que são filhos de pagãos. Continue reading “Crer nos deuses certos ou agir corretamente?: Um dilema na Ásatrú”

Óðinn – or Sky-daddy and the world of grievous bodily harm.

A speculation upon the malformation of a deity.

Written by Einar V. Bj. Maack, of Hvergelmir International

Óðinn is a popular god among Heathens and people that adhere to Germanic culture or religion.
Even so much that that there are people that treat Óðinn as some sort of replacement Jehova or cling to him only, ignoring the rest of the Germanic pantheon. Continue reading “Óðinn – or Sky-daddy and the world of grievous bodily harm.”

Os Landvaettir

The Spirit of the Forest. Unusual tree found in the mountains of Bulgaria. Photo: Deyan Kossev
Espírito da Floresta. Árvore incomum encontrada em montanhas da Bulgária. Foto: Deyan Kossev

 

Por Sarenth Odinson em inglês. Tradução por Wander Stayner.

Pedi sugestões de tema sobre os quais eu pudesse escrever, e meu amigo Rhyd Wildermuth do Paganarch me pediu que escrevesse sobre os landvaettir.

Os Landvaettir são espíritos da terra. Podem ser tão grandes quanto uma cidade inteira, se extender ao comprimento de um vale, ou ser tão grandes quanto uma montanha. Podem ser árvores ou pedregulhos milenares, ou pequenas pedras e pedaços de terra. Eles são o espírito vivo da terra em si. Compartilhamos cada centímetro e cada momento de nossas vidas com os landvaettir. Eles estão nas fazendas, na selva e nas cidades. São o nosso lar, e a variedade de materiais nos quais eles se dividem; eu os chamo housevaettir. Continue reading “Os Landvaettir”

Sunnôniz Fulka Herþaz: Um lar Heathen

Já faz pelo menos seis anos que iniciei minha caminhada através do paganismo. Nessa jornada, sempre habitando fora dos grandes centros de convergência de pessoas que se autodenominam pagãs, fui obrigado a seguir um caminho solitário, e , não importa quão paradoxal isso que seja, extremamente dependente da internet.

A grande verdade é que durante a maior parte da minha curta caminhada no paganismo eu entendia muito pouco do que era ele à exceção de mitologia. Deus disso, deus daquilo. Isso se devia principalmente a um grave problema: minha dependência praticamente exclusiva do português como fonte de informação. Continue reading “Sunnôniz Fulka Herþaz: Um lar Heathen”

Então você quer ser um heathen

Escrito por Räv Skogsberg em 2 de Fevereiro, 2017 (trad. por Wander Steyner)

Recentemente, em um grupo do Facebook do qual faço parte, um amigo me fez uma pergunta: “Digamos que alguém se interesse em se tornar Pagão Nórdico; que conselhos e sugestões você daria?” Este é um tema que considero muito importante, e como respondemos a essa questão diz muito do que o Paganismo representa para nós. Sendo Pagão Sueco, há coisas para as quais minha resposta não funcionará em outros países – diferenças societárias e culturais podem interferir, ou a forma como o Paganismo funciona nesses lugares pode ser muito diferente. Ainda assim, vou arriscar. Continue reading “Então você quer ser um heathen”

Por que eu sou um Heathen ateu

Publicado originalmente em Boxing Pythagoras.
Tradução para o português por Sonne Heljarskinn.

Tendo já relatado aos meus leitores Why I am not a Christian (Por que eu não sou um cristão), pensei que poderia levar algum tempo para falar sobre o que eu sou: Eu sou um pagão ateu. Continue reading “Por que eu sou um Heathen ateu”

Primeiro Ensaio sobre a Simbologia de Hel

13000369_481738808688030_475563245879690930_n

Por Sonne Heljarskinn
Publicado originalmente em 14 de abril de 2016, no facebook.

Hel é uma poderosa figura na mitologia nórdica, o que provavelmente reflete sua importância no imaginário popular. Em contrapartida ela possui muito poucas menções nos textos que chegaram até nós. Apesar disso, desenvolve um papel fundamental em toda a mitologia, especificamente em seu envolvimento nos trechos que relatam a morte de Balder. Continue reading “Primeiro Ensaio sobre a Simbologia de Hel”