Landvættir (espíritos da terra), Tomte, Nisse, Huldufólk

Postado originalmente em Heiðnibók.
Tradução por Sonne Heljarskinn

Landvættir (“espíritos [wights] da terra”) são espíritos [spirits] da terra no paganismo nórdicos e germânico. Eles protegem e promovem o florescimento dos locais específicos onde vivem, o que pode ser tão pequeno como uma rocha ou um canto de um campo, ou tão grande como uma seção de um país. Continuar a ler

Entendendo o Pós-Vida e o Espírito dos Nórdicos e Germânicos

Por Sonne Heljarskinn

Na imagem em destaque, vemos uma representação de como os mortos eram comumente enterrados entre os germânicos.

Vou tentar ser breve. Breve não, brevíssimo, porque esse assunto dá um livro facilmente. Aviso inicial: se você está há pouco tempo no paganismo nórdico ou germânico em geral (do qual o nórdico é só uma parte) você pode talvez não entender este texto de cara. Talvez você precise de algum tempo e se familiarizar com algumas ideias que raramente são vistas à nossa volta, mesmo no meio pagão. Vou tentar fazer ele fornecer, resumidamente, tudo o que você precisa saber para entender a noção de pós-vida pagã, mas talvez não seja o suficiente em uma ou duas leituras. Lembrando que isso aqui não é verdade absoluta, só o ponto onde meus estudos chegaram até o momento, e aceito todas as contribuições possíveis.

Continuar a ler

Ancestrais — O que eles realmente são?

Sonne Heljarskinn, em homenagem à minha querida avó.
Existem muitas formas de se enxergar os Ancestrais no paganismo nórdico. Mas creio que a maioria das pessoas fica confusa sobre o que eles são e como honrá-los de fato. Geralmente as pessoas pensam que ‘procurar a religião dos Ancestrais’ é o suficiente. Tenho a impressão de que isso é mais um começo do que um fim em si mesmo.

Pra que religião?

Este site, assim como outros sites, versa muito sobre religião — desde a reconstrução de uma crença antiga, a uma crença moderna da qual tentamos nos desvencilhar. Existem aqueles que dizem que paganismo não é religião, mas um estilo de vida; existem aqueles que relegam o budismo ao campo da filosofia; existem aqueles que acham que, sem religião, não vivemos.

Recentemente eu fiz justamente a pergunta do título em grupos sobre paganismo germânico/heathenismo. As respostas foram muitas, das mais diversas. Pra que serve a religião? Alguns dizem que é sobre controle. Outros dizem que é sobre comunhão. Para organizar tribos, para controlar pessoas, para passar um compasso moral, para dar sentido à vida e uma noção de propósito, para explicar o mundo…

Continuar a ler

Animismo na Heathenry

Publicado originalmente em Heathen Hearth.

Tradução para o português por Sonne Heljarskinn.

“E proibimos fervorosamente todo paganismo: o paganismo é que os homens adoram ídolos; Ou seja, adoram deuses pagãos, e a Sol ou o Lua, fogo ou rios, fontes de água ou pedras, ou árvores da floresta de qualquer espécie … ”
As Leis do Rei Cnut.

A filosofia animista tornou-se influente no movimento neo-pagão através da influência combinada das ideias do ativismo ambiental sobre a interconexão de todas as partes da biosfera e da pesquisa antropológica e histórica em ambas as tradições pré-cristãs que o Continuar a ler

Crer nos deuses certos ou agir corretamente?: Um dilema na Ásatrú

Por Sonne Heljarskinn

Tentarei, por vários motivos ser breve neste texto. Por isso alguns pontos serão aprofundados apenas futuramente.

Esse texto será apenas um amontoado rápido de questionamentos. Espero que sirva para causar reflexão tanto em pagãos recentes, ou mesmo naqueles que são filhos de pagãos. Continuar a ler