A lareira proto-indo-europeia

Por David Fickett-Wilbar (Ceisiwr Serith) em inglês, no site da ADF.
Tradução de Seaxdēor

“Vamos orar com um bom fogo”. (Rig Veda (1.26.9))

A importância do fogo na religião indo-europeia (IE) é assegurada pelas línguas IE, por meio de cognatos como o hitita hashsha, “lareira” [hearth, fireplace], latim ara, “altar”, e sânscrito asa, “cinzas” [ashes] (Polome, 1982, pág. 392). Um altar, para os IEs, era um fogo, e um fogo poderia ser usado como um altar. Os IEs não viram um fogo como uma única coisa, no entanto, distinguindo vários tipos. Este artigo irá explorar esses tipos, propor e modelo original proto-indo-europeu (PIE) para eles, e fazer sugestões para aplicar esta informação ao ritual da ADF. Continuar a ler

Guardiões Limiares: Dūrupālas

Por Wōdgār Inguing, originalmente postado em Sundorwīc
Tradução de Seaxdēor

Erik Lacharity publicou recentemente um artigo em sua página, Allodium Francorum, que fornece informações sobre deidades francas das entradas (doorway), Francus e Vassus. Este artigo, embora arraigado no modelo franco, fornece um modelo viável para reconstruir um culto limiar (threshold) anglo-saxão paralelo, utilizando Hengest e Horsa nesse papel. Embora fosse supérfluo andar forte demais onde Allodium Francorum já pisou, há alguns paralelos que devem ser abordados sobre o que pode avançar a nossa compreensão deste culto. Continuar a ler

Ancestrais — O que eles realmente são?

Sonne Heljarskinn, em homenagem à minha querida avó.
Existem muitas formas de se enxergar os Ancestrais no paganismo nórdico. Mas creio que a maioria das pessoas fica confusa sobre o que eles são e como honrá-los de fato. Geralmente as pessoas pensam que ‘procurar a religião dos Ancestrais’ é o suficiente. Tenho a impressão de que isso é mais um começo do que um fim em si mesmo.

O meu caminho até o culto doméstico (hearth cult)

Por Sonne Heljarskinn

Sunnôniz Fulka Herthaz

Geralmente faço textos bem objetivos, sobre aspectos generalistas da visão de mundo dos antigos povos germânicos, mas hoje a conversa é mais pessoal. Tenho estado um pouco afastado da escrita pois estou sem PC. Isso me deu a oportunidade de ler e viver muitas coisas, as quais eu gostaria de compartilhar com você. Continuar a ler