5 maneiras de honrar seus ancestrais

Por Molly Khan, do Heathen at Heart, no Patheos.
Tradução do inglês de Sonne Heljarskinn.

Embora muitos pagãos não sigam os oito feriados padrão da Roda do Ano a que muitos Pagãos aderem, o aprofundamento do outono e a chegada do inverno naturalmente se prestam à honra especial dos ancestrais. Mas para aqueles para quem a ideia de veneração dos antepassados é nova, saber o que fazer pode ser complicado! Aqui estão cinco dicas para você começar no seu caminho.

1) Faça um espaço sagrado separado. Esta é uma dica fácil, que muitos não Heathens e não Pagãos praticam também. Se você está disposto a cavar através da história da família ou entrar em contato com alguns de seus parentes mais velhos – e realmente, se você está procurando a começar a veneração dos antepassados, você deve estar fazendo essas coisas – você provavelmente vai encontrar fotos ou mesmo preciosas coisinhas que pertenciam ou foram feitas por aqueles que partiram antes de você.

Continue reading “5 maneiras de honrar seus ancestrais”

Honrando os Antepassados

Tradução do original “Honoring One’s Ancestors” de Mark Ludwig Stinson/Temple of our Heathen Gods

Por Sharon Lee Loreilhe

Uma grande parte da prática pagã envolve honrar os nossos antepassados. Enquanto vivos, nossos antepassados foram pessoas com aspirações, com esperanças e sonhos, famílias e amigos que amaram, tiveram sucessos e dificuldades, e se não fosse por seu trabalho duro, dedicação e sacrifícios, não estaríamos aqui. Uma parte da nossa alma pagã, nosso Orlog, é passado para nós por nossos antepassados. Nós trabalhamos duro durante toda a nossa vida para passar Orlog bom para os nossos próprios filhos, assim como aos nossos descendentes. Nós dividimos sangue e cultura com nossos ancestrais, e é através de nossos antepassados que encontramos a nossa ligação com nossos Deuses. Continue reading “Honrando os Antepassados”

Entre elfos e ancestrais: Um estudo sobre os álfar através da literatura e cultura germânicas

pdf download

(Clique na imagem acima para baixar este texto em PDF)

Sonne Heljarskinn

 

 “O meio ambiente e a paisagem perderam sua inocência e misticismo. A racionalidade do homem moderno e sua constante exigência de entendimento e explicação constituem os maiores obstáculos para nossa compreensão do mundo de ideias de nossos primeiros ancestrais”.

 (Stefan Brink, 2013: 22)

 

ABSTRACT: The present work has as its objective to analyze, in the Eddic documentation (both poetic and prose), medieval texts about the pre-Christian Scandinavian culture as well as, with more recent studies, especially that of Hilda Roderick Ellis, the problem of the origins, the meaning and the worship of the álfar (elves), in special among the germanic peoples of Scandinavia. It intends to present a few points of evidence about its relevance to the people that worshiped them, as well as the differences among the different peoples, as well as an etymological analysis of the words related to the álfar in the ancient Scandinavian culture. Considering the difficulties in the analysis of an orally transmitted culture when it is crystallized into written language, this study proposes thusly to express the similarities between the elves and other elements in those cultures, such as the Dísir and the ancestor worship. In this way, we show, following the line of scholars such as Ellis and Turville-Petre, the similarities existing between these aspects of the heathen Scandinavian culture that are usually taken as divergent among themselves.

Keywords: literacy in Scandinavia, elves, álfar, ancestral worship.

RESUMO: O presente texto tem o objeto de analisar, na documentação das Eddas (em prosa e poética), textos medievais sobre a cultura escandinava pré-cristã, bem como em estudos mais recentes, principalmente o de Hilda Roderick Ellis, o problema da origem, do significado, e do culto aos álfar (elfos), em especial nos povos germânicos da Escandinávia. Busca apresentar alguns pontos que evidenciem sua importância para os povos que os cultuavam, bem como as diferenças perante os povos próximos, além de uma análise etimológica das palavras relacionadas aos álfar na antiga cultura escandinava. Tendo em vista as dificuldades ao se analisar uma cultura transmitida oralmente quando esta é cristalizada na língua escrita, este artigo propõe então a destacar as semelhanças dos elfos com outros elementos da cultura dos povos do norte europeu, como as Dísir e o Culto aos Ancestrais. Dessa maneira, evidenciamos, seguindo a linha de estudiosos como Ellis e Turville-Petre, as semelhanças que existem entre aspectos da antiga cultura pagã escandinava que geralmente são tomados como divergentes e sem associação entre si.

Palavras chave: letramento na Escandinávia, elfos, álfar, culto aos ancestrais. Continue reading “Entre elfos e ancestrais: Um estudo sobre os álfar através da literatura e cultura germânicas”

Três Abordagens para o Culto Ancestral no Heathenry Moderno

Tradução do inglês para o português por Sonne Heljarskinn.

Kari Tauring e eu estávamos um escrevendo ao outro hoje sobre o culto dos ancestrais e a identidade cultural, e isso trouxe à mente três diferentes abordagens que existem dentro do Heathenry moderno para honrar nossos ancestrais. A maioria dos heathens realmente usam todas as três abordagens, mas a maioria se concentra em um (ou talvez dois) deles como sua principal abordagem para honrar seus ancestrais. Eu acho que seja útil examinar todas as três abordagens e discutir os benefícios de cada uma. Eu progredirei na ordem do menos pessoal para o de natureza mais pessoal. Continue reading “Três Abordagens para o Culto Ancestral no Heathenry Moderno”