Skirnir

Skirnir

Skirnir, servo de Frey, protagonista do poema eddaico Skírnismál, também caracterizado como uma divindade solar desempenha papeis de grande importância nas sagas.

No Skírnismál, é enviado por Frey para apresentar o cortejo de seu senhor a giganta Gerda, para tal tarefa recebe a espada magica de Frey, e “consegue” que a giganta aceite o cortejo de seu senhor e encontre com ele no bosque de Barri, após ameaça-la com magia de batões (amuletos) rúnicos.

E outro poema, Skirmir, é enviado para solicitar aos anões, a corrente mágica que será a prisão do lobo Fenrrir.