Rind

Rind

Rind é principalmente conhecida como a mãe de Váli, filho de Oðin. Estudiosos não estão em acordo com a etimologia do nome de Rind.

Na imagem são mostradas as variam tentativas de Odin em conquista-la, até o momento em que usa um anel de madeira gravado magicamente e obtém sucesso.

Na mitologia nórdica, Rind (ou Rindr, Rinda) é uma personagem descrita como uma giganta, uma deusa ou uma princesa humana do leste (nalgum lugar onde atualmente é a Rússia). Com Odin ela tem o filho Vali.

A maior fonte dela é o livro III do Gesta Danorum, escrito por Saxo Grammaticus por volta do começo do século XIII. Ela é a filha do rei dos rutenianos. Após a morte de Baldr por seu irmão Höðr, Odin consulta uma vidente sobre como se vingar. Sob sugestão, ele se dirige aos rutenos sob disfarce dum guerreiro chamado Roster, onde foi Rind o negou por duas vezes. Ele então se disfarça de curandeira. Quando Rind adoece, a “curandeira” diz que a curará com um remédio que causaria uma reação violenta. Sob sugestão de Odin, o rei amarra sua filha na cama, e Odin a estupra. Da relação nasce Bous, que mais tarde vingaria Baldr.