Formato de Prece — Lārhūs Fyrnsida

Publicado originalmente em inglês em Lārhūs Fyrnsida

O seguinte modelo destina-se a ser usado como um guia para aqueles que desejam construir orações à maneiro do Lārhūs, com base no formato de prece de três passos de Austfeld (conforme demonstrado por H.S. Versnel).

Em seu trabalho, Versnel utiliza termos em latim para distinguir as etapas componentes de seu modelo de oração tripartite. No formato Lārhūs, estaremos usando esses mesmos elementos (a invocatio “a invocação”, a pars epica “o argumento” e as preces “o serviço ou a tarefa”), que são encontrados em todas as expressões religiosas indo-europeias e fornecendo adequados interpretações em inglês antigo para eles, de modo a torná-los específicos para Fyrnsidu e o Lārhūs Fyrnsida.

No inglês antigo, a própria oração é conhecida como ‘bēd’ e é pronunciada como “bêd”. As três partes constituintes da bēd são as seguintes:

1) Cīgung (chamado) — O chamamento formal da deidade/deidades em questão, usando epítetos ou frases descritivas. Ou seja: “Frīge, Fiadora do Linho, Matrona da Lareira, A que Tudo Sabe”.

2) Giwung (petição) — Uma explicação direta quanto ao propósito que a deidade/deidades em questão está sendo abordada, e por que o devoto pode ser digno de suas bençãos. O devoto pode contar as ações passadas ou expressar vínculos familiares como motivo de petição.

3) Offrung (oferenda) – O gesto de boa vontade por parte do devoto, sob a forma de um sacrifício, oferta ou presente. Este passo é um pouco ambíguo, na medida em que pode ser uma oferta física, ou algo menos tangível, como o de um juramento.

Esses três aspectos formam, em essência, a totalidade do que é considerado oração no sentido do politeísmo antigo.

Como muitos renascimentos religiosos dentro da prática indo-europeia, uma combinação de prece formalizada e ação ritualizada são realizadas para participar da troca sagrada do círculo de presentes, a base fundamental dessas religiões. Heathenry, como uma religião ortoprática, depende desses ritos e declarações tanto quanto outros paganismos indo-europeus.