Óðinn e o Valknútr

Algumas pessoas vêem o Valknut como mais um símbolo nórdico, como o martelo. Alguns acham que o Valknut é simplesmente
um símbolo que aqueles “que gostam mais de Odhinn” usam em vez do Mjolnir.
Mas o Valknut traz uma conotação muito diferente.
O Mjolnir representa a lei, representa a fertilidade… O Valknut é um símbolo de morte e de seus mistérios.
Deve ser usado com muita precaução e com muita certeza dos seus significados. O Valknut também é chamado de nó dos escolhidos ou nó dos enforcados(Odhinn é um Deus que escolhe seus filhos). É um símbolo usado por aqueles que têm uma dedicação extrema a Odhinn. Essa dedicação consiste em mais do que dizer ao Altíssimo que estamos prontos a morrer na
hora em que ele achar melhor, mas sim de viver em função da Bandeira do Corvo.
Os nós do Valknut representam o poder de Odhinn de ´´amarrar e desamarrar´´ a alma, um exemplo disso é, o poder que
Odhinn tem de enlouquecer os guerreiros em Berserkergang. O Berserkergang é visto de uma forma romanceada por
muitos metaleiros, mas o Berserker não era um ser admirado por sua bravura e sim um ´pária´ na sociedade. O Berserker não tinha amigos ou família, pois em Berserkergang matava quem estivesse na frente, não importando se fosse amigo ou inimigo.
Odhinn é o patriarca dos Aesir, o líder da tribo. Todo os sacrifícios que Ele faz, são para cumprir sua função, de proteger
a tribo.
Não é um megalomaníaco obcecado por poder. É um Pai, o Pai de Todos, que faz de tudo, qualquer sacrifício para proteger sua
família.
Odhinn é um Deus que escolhe seus filhos. Ele não é melhor que outros Deuses, apenas tem uma função diferente. E seus
filhos também. Odhinn não é o -melhor- ou o -mais poderoso- dos Deuses.
Até porque essa conotação de o melhor, o ´´superior´´ é praticamente inexistente no nosso universo mítico. Cada Deus tem uma
função. Cada um faz o que sabe fazer melhor, e assim as coisas caminham da melhor forma possível.
A divisão de tarefas é, e era, a forma mais inteligente de fazer a sociedade funcionar, e temos sempre que ter em
mente, que nossa fé, nossa cultura é de comunidade, não do ´´eu sozinho´´.
Cada um cumpre suas função e todas elas têm valor.
O advento do individualismo foi obra do Renascimento, o pensamento antes era muito mais coletivo. Como
exemplo disso, algo que acredito que todos estudaram na escola, é a comunidade grega, onde o cidadão era aquele que nascia e servia sua cidade.

Espero que a cada dia os Deuses se tornem mais presentes pra cada um de nossos asafolks. Que todos possam ver Thor nos
trovões e na chuva que fertiliza, que constrói ou que destrói. Que possam ver o amor de Frigg a cada vez que nossa mãe nos ´´chateia´´ mandando por casaco ou nos fazendo passar vergonha na frente dos amigos (rsrs),
a Njord que nos protege a cada jornada. A Odhinn que, como muitos pais, se sacrifica pela segurança e pelo bem estar de sua tribo.
Que todos possam ver como cada um desses Deuses está presente, em cada momento de nossas vidas.

Escrito por Brunnhild Wodensdottir

Salve o Pai Excelso e Todos do Povo Sagrado
Salve os Aesires e Vanires
Salve os Elfos e Espiritos da Terra
Salve Sveinbjorñ Betteinsson e Godhi Medhal
Mikit Stór-Ljon Oddhinsson (In Memorian)
Salve a Todos da gente de nossa fé que são realmente VERDADEIROS e na Clássica
TRADIÇÃO (FORN SED)