Kraken


kraken_by_benwootten-d34tl96Dos mares profundos da consciência imaginativa humana o terror de uma criatura assolava os marinheiros dos povos nórdicos, e toda a mitologia marinha posterior: o Kraken.

Talvez nenhuma criatura seja tão obscura, embora tão mencionada popularmente. O Kraken é um monstro marinho com o formato de uma lula gigantesca (“do tamanho de uma ilha”); dotado de cem tentáculos imensos, tal como de gigantescos e horrendos olhos. Habitava preferencialmente o Mar da Noruega, que separa a Islândia das terras escandinavas, mas poderia migrar por todo o Atlântico Norte.

Pelo seu imenso tamanho, seria capaz de revolver grotescamente o mar, o que, por si, tornava-o tão perigoso quanto sua ira contra as embarcações dos humanos, meros brinquedos indefesos de seus membros gigantescos, úmidos e asquerosos.

Animais marinhos que influenciam o imaginário do Kraken ainda hoje são as lulas colossais (Mesonychoteuthis hamiltoni), seres que podem ultrapassar os 15 metros de comprimento, presentes no Oceano Antártico e que são conhecidos em geral por habitar as camadas mais superficiais do oceano, ao contrário dos parentes polvos, que ficam preferencialmente nas partes com maior profundidade. As lulas colossais também são famosas por suas batalhas contra cachalotes, mamíferos dentados marinhos gigantescos (até 25m de comprimento).

O grande problema do Kraken é que ele não era como Aegir e Rán, poderosos deuses marítimos, possivelmente não muito bem-humorados, mas que poderiam aceitar ofertas em troca de relativo sucesso nas travessias marítimas. O Kraken era uma criatura livre gigantesca comparada a um humano (e, portanto, caótica), pronta para arrasar viagens, para além dos seus infortúnios habituais.

Influenciando a literatura desde Júlio Verne, passando pela figura do deus marinho monstruoso Cthulhu de Lovecraft, incorporado em diversas histórias e jogos modernos, e no cinema em filmes como a popular série Piratas do Caribe, o Kraken possui uma popularidade incomum até mesmo para um mito nórdico. Há uma tradição de associá-lo com criaturas da mitologia grega, o que parece não totalmente provido de sentido, uma vez que Cetus é uma criatura com funções bem distintas das do Kraken.

kraken_attack_by_benwootten-d4qb1uh

Adicionando uma pitadinha de conspiração: da mesma forma que hoje os tubarões são minúsculos comparados aos monstruosos megalodontes, não seria possível que um ancestral das lulas atuais fosse terrivelmente gigante?

O certo é que o Kraken foi um dos monstros marítimos mais temidos de todos os tempos. Seu poder misterioso e sua fúria silenciosa era capaz de apagar do oceano diversas ínfimas vidas humanas. E ainda hoje ele habita a consciência mitológica coletiva da humanidade, demonstrando a pequenez do ser humano perante o mundo, mas, ainda assim, a potência de sua capacidade imaginativa.

{Black Berserker}