Seaxnēat e a Wyrd: Reflexões anglo-saxonistas de um heathen nordestino

Bosque Ancestral

por Daniel Seaxdēor

Os povos germânicos possuem diversas formas de espiritualidade, tanto no passado como no presente. Algumas seguem influências variadas, como movimentos espirituais pós-guerra do século XX, outros com os pés no romantismo do século XIX, outros em uma espécie de neorromantismo criado pelo metal de temática viking. E existem aqueles que querem entender as mentalidades, as formas de lidar com a vida e os costumes dos povos germânicos, embora, no Brasil, eles sejam absoluta minoria.

Eu sou dessa absoluta minoria, e, portanto, não pretendo falar por toda a comunidade pagã germânica, mas como um pagão germânico que aos poucos tem mudado seu foco dos nórdicos aos anglo-saxões. Vários são os motivos que me levam a isso, mas o principal deles é a importância da wyrd dentro da espiritualidade anglo-saxã antiga.

Gæð a wyrd swa hio scel”, que traduzimos livremente por “a wyrd vai da maneira que…

View original post mais 808 palavras

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s