Manifesto do Paganismo Germânico no Brasil: 2 Anos Depois

Por Sonne Valur (Heljarskinn)

Cultura Germânica e a Escalada do Ódio

Poucos dias atrás a ignorância emanando de Charlottesville levantou antigos debates, que nem parecem coisa do século XXI. A pequena cidade dos Estados Unidos foi palco para neonazistas exporem o seu ódio, usando como justificativa serem contra a (necessária) destruição de estátuas que representam figuras pró-escravidão de um dos (tantos) períodos vergonhosos da história da colonização das Américas pelos europeus. Continuar a ler

A morte e depois dela, III: Draugar

Os mortos estão entre nós. Eles vivem em seus túmulos, em nossas memórias, em nosso material genético. Existem mais pessoas mortas que vivas; sempre existirá. Nossas civilizações são construídas sobre os corpos e as vidas de milhões — bilhões — de gerações passadas, até a tão-falada sopa primordial. Continuar a ler

Honra, Fama e Comunidade

Escrito por Andreia Marques
Publicado originalmente em Heathen Brasil.

Um dos grandes problemas de se entender o mundo antigo e portanto adotar uma visão de mundo de acordo (tanto quanto possível, pelo menos), não se encontra tanto na escassez de fontes (okay, se encontra nisso também), mas também nos desentendimentos sobre certos conceitos, que mudam de significado ao longo do tempo. Continuar a ler