Hawking/Falconery In Viking age Scandinavia.

Written by Frans Stylegar at Hvergelmir International. Hawking as an aristocratic and royal hunting technique is an established fact in the Viking Age. But direct archaeological evidence for hawking are relatively scarce, not least in Scandinavia. A number of small copper alloy bells found in both graves and settlement contexts might provide a clue, however. In Scandinavian contexts, iron bells of various types are known … Continue a ler Hawking/Falconery In Viking age Scandinavia.

As Runas Vikings

Publicado originalmente em My Little Norway.
Tradução por Sonne Heljarskinn

Na era dos Vikings (800-1100 da Era Comum), a Escandinávia usou um alfabeto rúnico conhecido como Novo ou Younger Futhark (fuþark). Ele era composto por 16 símbolos sonoros conhecidos como runas. O Novo Futhark desenvolveu-se a partir do Antigo ou Elder Futhark (150 a 800 da Era Comum), uma forma mais antiga de linguagem germânica composta por 24 runas. Ambos os alfabetos são chamados após as primeiras seis runas F-U-þ-A-R-K. O Novo Futhark é basicamente a forma escrita do Nórdico Antigo – a língua dos Vikings. Continue a ler “As Runas Vikings”

Forn siðr, um costume de múltiplas origens

Por Gabriel O’Dubhghaill

Gostaria de expor aqui algumas ideias que venho matutando ao longo das minhas pesquisas sobre o paganismo germano-escandinavo. Resumindo, minha hipótese é que os costumes pagãos que tentamos acessar tem origens em diversos de povos, cada qual contribuindo para diferentes aspectos do forn siðr. Continue a ler “Forn siðr, um costume de múltiplas origens”

Pra que religião?

Este site, assim como outros sites, versa muito sobre religião — desde a reconstrução de uma crença antiga, a uma crença moderna da qual tentamos nos desvencilhar. Existem aqueles que dizem que paganismo não é religião, mas um estilo de vida; existem aqueles que relegam o budismo ao campo da filosofia; existem aqueles que acham que, sem religião, não vivemos.

Recentemente eu fiz justamente a pergunta do título em grupos sobre paganismo germânico/heathenismo. As respostas foram muitas, das mais diversas. Pra que serve a religião? Alguns dizem que é sobre controle. Outros dizem que é sobre comunhão. Para organizar tribos, para controlar pessoas, para passar um compasso moral, para dar sentido à vida e uma noção de propósito, para explicar o mundo…

Continue a ler “Pra que religião?”

Paganismo, racismo e cultura

Por Andreia Marques.
Publicado originalmente em Heathen Brasil.

Ontem, o grupo conhecido como HUAR (Heathens United Against Racism) promoveu um evento internacional, Light the Beacons, através do Facebook. Este evento consistiu de pessoas do mundo todo acendendo fogos (velas, fogueiras e afins) em nome de um heathenismo inclusivo e hospitaleiro a pessoas de todos os gêneros, Continue a ler “Paganismo, racismo e cultura”