Ofertando aos vaettir

harrow-cover4.jpg
Sonne Heljarskinn
Esse é um assunto que vai reunir as mais diversas opiniões ao redor, e sobre o qual não há “certo” ou “errado” mas como pessoa x ou y faz.
Primeiro, você precisa entender que tudo à sua volta possui vida. A matéria, mesmo a que consideramos inanimada, como pedras ou a água, para um heathen (pagão) possui vida.

Continue a ler “Ofertando aos vaettir”

Vida e Espírito dos Pagãos segundo Grönbech

bcf2f8601151da28b0208244a7c47e203.jpg

Por Sonne Heljarskinn

O presente texto é essencialmente uma análise e uma síntese do capítulo “Life and Soul” do livro de Vilhelm Grönbech, “Culture of the Teutons”.

É importante destacar que há três momentos da análise de Grönbech quando ele se propõe a fazer quase uma “metafísica” ou “filosofia do ser (existência) enquanto tal”. Inicialmente todas as coisas são apenas uma, enquanto existentes. A Natureza é entendida próxima da physis grega aqui, como tudo que existe (aparentemente) independente do humano. A natureza existe e as coisas são unidas por ela enquanto existentes. O homem e a Natureza são um da mesma forma que mãe e filho em seu útero, sendo que as coisas gestadas pela Jord (Terra, realidade material) não podem ter vida independente desta. Continue a ler “Vida e Espírito dos Pagãos segundo Grönbech”

Blót

12049541_421910484670863_1782363614047401178_n

Texto por Andarilho

Trouxe para vocês aqui uma das muitas possibilidades para se fazer um Blót, lembrando que cada grupo ou pessoa pode fazer de maneira diferente, e existem infinitas possibilidades para se fazer um Blót, das quais se pode adotar algumas. Dedico este post aos iniciantes e aos que tem curiosidade, mas para realizar o ritual, antes de mais nada, deve-se pesquisar é claro e ver como outros fazem o ritual e o que cada coisa significa, para se ter uma ideia. E aqui uma das possibilidades de uma maneira bem resumida: Continue a ler “Blót”

Pagãos, passado e presente: uma reflexão

Publicado originalmente em Heathen Brasil:
Ontem, uma página e um evento de Facebook de amigos meus foram “visitados” por um grupo de pessoas, alguns com perfis claramente falsos, em uma vã tentativa de nos ofender em nossa condição de pagãos. Nada de novo. Não importa o que fizermos, sempre haverá aquele para dizer que estamos errados, ou que não seguimos corretamente (crítica essa que, a depender… Continue a ler Pagãos, passado e presente: uma reflexão